Carne de panela não é só cozida! Como inovar com o corte?

A carne de panela é um clássico da cozinha brasileira, mas esse preparo pode ficar um pouco repetitivo com o tempo. Existem algumas formas de se quebrar a rotina ao fazer esse prato para transformá-lo em algo novo sem perder a simplicidade e a praticidade que fazem dele um favorito da nossa família.

Se na sua rotina você precisa cozinhar rápido, não tem muito tempo para aprender receitas novas, mas quer evitar ser repetitivo, então essas variações da carne de panela são perfeitas para você.

Vamos nessa?

Carne de panela: um clássico

Quando falamos da carne de panela clássica, estamos falando da carne de panela cozida na panela de pressão. Em geral, ela é feita com algum corte saboroso, mas que normalmente precisa ser amolecido, como músculo ou acém.

Carne de panela

 

A carne de panela absorve muito bem os sabores dos temperos usados na receita, o que já te permite uma série de variações sem grandes dificuldades, apenas mudando os ingredientes para dar sabor. Tente variar as ervas de sempre e experimente o tomilho, a manjerona, o tempero sírio e algumas pimentas fora da sua zona de conforto.

Para variar um pouco além disso, confira abaixo algumas opções.

Carne de panela cozida e frita

A primeira dica preparar a de panela de um jeito que já é comum na cozinha mineira: que tal fritar a carne de panela depois de cozida? Pode parecer um pouco exagerado, mas acredite, faz muita diferença no sabor.

O ato de fritar em óleo dá deixa um sabor mais acentuado ao corte de carne, enquanto o cozimento ajuda a amolecer e pegar temperos. Fazer os dois preparos na mesma carne, portanto, resulta numa peça muito mais macia e saborosa, o melhor dos dois mundos!

O ideal aqui é escolher um corte naturalmente mais duro, como acém cortado em cubos grandes. Dessa forma a carne de panela pode amolecer sem se desmanchar demais e perder o formato, o que ajuda na hora da fritura.

Carne de panela desfiada com tomate no pão

Se você for desfiar a carne de panela, pode escolher um corte mais macio que facilite o processo de separação das fibras após o cozimento. Nossa recomendação é o coxão mole ou a alcatra, mas nada impede que você faça o prato com filé mignon.

Depois de amaciar a carne e terminar o preparo padrão de carne de panela, desfie com um garfo ou usando o processador e leve-a de volta para a panela para refogar com alho e cebola.

Carne de panela no pão

Quando a carne de panela desfiada começar a secar, acrescente tomate picado e algum outro ingrediente de sua preferência, como azeitona, caso deseje. Quando o tomate começar a secar, sirva a mistura com pão de sua preferência. Nossa indicação é uma baguete ou um pão australiano.

Carne de panela com molho e polenta

Nada acompanha melhor a polenta que carne de panela com molho e um pouco de queijo. Para essa receita, faça a carne de panela picada em cubos pequenos ou em fatias finas. Fora isso, o preparo é o padrão.

Recomendamos pegar o corte mais duro possível, de forma que a carne não desmanche demais. Músculo e acém continuam sendo os favoritos.

Com a carne de panela pronta, prepare um molho de tomate com louro e deixe reduzir bastante. Quando tiver pouca água sobrando, acrescente a carne.

A polenta pode seguir uma receita padrão, mas nós recomendamos incluir bastante queijo, de preferência muçarela, o que vai dar uma textura especial ao prato. Sirva junto com a carne ao molho.

Peça de carne recheada feita na panela

Esse prato é um pouco diferente da carne de panela padrão, mas segue o mesmo princípio de preparo na panela de pressão. Comece escolhendo um corte de carne que possa ser recheado. Isso já exclui o acém. O músculo ainda é uma opção, mas nossa indicação é fazer com uma peça inteira de alcatra.

Abra um corte na carne para colocar o recheio. Nossa indicação é usar legumes, especialmente cenouras, cebolas, abobrinha e pimentão. Depois de recheada, amarre a peça usando barbante de cozinha e coloque na panela de pressão para cozinhar normalmente.

Como a peça de carne é maior do que o normal, ela vai precisar ficar tempo na panela de pressão do que uma carne de panela picada tradicional. Experimente deixar por 30 minutos e sirva com arroz branco.

Escondidinho de carne de panela

Para preparar um escondidinho usando carne de panela como base, comece com o preparo tradicional do prato, com a proteína cortada em cubos pequenos.

Com a carne de panela pronta, faça um purê de batata ou mandioquinha.

Escondidinho de carne de panela

Pegue uma forma refratária e forre com um fina camada do purê e depois coloque toda a carne de panela como base. Coloque então o resto do purê por cima e queijo ralado para finalizar a montagem. Nossa dica é usar uma mistura de muçarela e parmesão.

Leve ao forno e espere o queijo derreter. Pronto!

A carne de panela é um pilar da culinária brasileira e sua praticidade ajuda muito no preparo no dia a dia. Só que é bom lembrar que ela pode servir também como base para outros pratos mais complexos, como o escondidinho, ou ganhar outros temperos e acompanhamentos sem problemas.

Se você gostou das ideias de pratos com carne de panela, que tal conferir também nosso artigo com dicas de receitas para o almoço de domingo no blog?