Molhos para carnes: dicas e receitas

Os molhos para carnes deixam seu jantar com um sabor totalmente diferenciado. O tempero e o sabor da carne ainda são aproveitados, mas com um elemento externo que traz ainda mais personalidade e aromas diferentes para o prato.

Mas acertar nos molhos para carnes não é na sorte: como toda harmonização, elementos como o contraste, a concordância com o sabor e notas evocativas próximas é que determinam a combinação ideal.

Pensando nisso, neste artigo vamos trazer um molho especial para os tipos de carnes mais comuns em ótimos jantares e até em festinhas com os amigos. Vamos começar?

 

Molho para carnes vermelhas: barbecue

Um molho adocicado, que cai muito bem com um bom churrasco ou com uma carne assada, o barbecue não pode faltar na sua casa.

molhos para carnes

Mas o toque especial é todo seu. O molho para carnes vermelhas industrializado é gostoso, mas o feito artesanalmente tem um apelo todo especial, e o melhor: é muito simples de preparar e não toma muito tempo.

Para combinar, uma boa batata rústica também cai muito bem. Nossa maior recomendação para aproveitar o barbecue é uma costela assada no forno, com bastante molho por cima da carne. Separe uma terrina e para ir molhando as batatas e pronto!

 

Como fazer o molho para carnes vermelhas?

Você vai precisar de:

  • 1 xícara de chá de açúcar mascavo;
  • Meia xícara de molho inglês;
  • 1 xícara de chá de molho de tomate ao sugo;
  • 2 colheres de sopa de mostarda;
  • 2 dentes de alho;
  • Meia colher de café de sal.

O preparo é muito fácil, pode acreditar. Dê uma boa fritada no alho com um fio de azeite em uma frigideira, mas cuidado para não queimar! Depois, adicione todos os ingredientes já pré misturados e vá mexendo até pegar a consistência.

Vá corrigindo a cor adicionando ou mais molho inglês ou um pouco mais de mostarda até atingir a cor mais escura que o BBQ possui. Simples, não é?

 

Molho para carnes suaves e aves: tártaro

O tártaro é um molho bem exótico, cheio de personalidade e que combina muito bem com carnes mais suaves, como o porco bem temperado e o peito de frango em uma saladinha. 

Fazer o molho tártaro também é bem simples, sendo que você nem vai precisar levá-lo ao fogo como o barbecue.

molhos para carnes

O frango grelhado com um molho tártaro mais líquido é uma combinação incrível, enquanto usar esse molho para carnes empanadas pede um preparo mais concentrado. Nós recomendamos as tirinhas de frango empanadas para combinar com o molho tártaro.

 

Como fazer o molho tártaro?

Você vai precisar de:

  • 1 xícara de chá e meia de creme de leite;
  • 1 colher de sopa de suco de limão;
  • 2 colheres de sopa de cebolinha;
  • 2 colheres de sopa de picles variados;
  • 4 colheres de sopa de cebola em cubos bem pequenos;
  • 1 colher de sopa de mostarda;
  • Meia colher de café de sal;

Para conseguir um molho para carnes com muito sabor, o ideal é você batê-lo no liquidificador por alguns minutos, até que ele fique com um aspecto mais líquido.

Basicamente, é só isso mesmo que você precisa fazer para esse molho dar certo. Se você o quer mais grosso, diminua a quantidade de creme de leite e corrija com menos mostarda caso ele fique muito forte. Se quiser ele mais líquido, vá adicionando leite bem devagar até chegar no ponto ideal.

 

Molho para peixes: hortelã

O hortelã é uma ótima pedida em molhos para carnes mais leves como os peixes, especialmente se você os deixa bem temperadinhos com o limão.

Fazer esse molho é bem simples, e o resultado é bem refrescante, podendo ser usado inclusive em uma saladinha para acompanhar o seu peixe. Nossa escolha para o prato que acompanha o molho de hortelã é o peixe cozido no vapor.

molhos para carnes 3

 

Como fazer o molho de hortelã?

Você vai precisar de:

  • 1 pote de iogurte natural sem açúcar;
  • 3 colheres de sopa de maionese;
  • 2 colheres de sopa de hortelã;
  • 1 colher de sopa de vinagre;
  • Sal, azeite e pimenta do reino.

Misture tudo no liquidificador e fique de olho na consistência e no sabor. Se estiver fraco, corrija com mais hortelã. O truque para que você não fique com um molho muito ralo é bem simples: vá colocando pouco a pouco e vigiando a consistência. Se começar a passar, diminua as medidas.

 

Viu só como é fácil fazer molhos para as carnes? Todo o processo é muito rápido, sendo que você pode prepará-lo enquanto as carnes ainda estão no fogo.

Para mais dicas como essas, não deixe de seguir o Blog do Nilo!